TIPOS DE ÓLEOS ESSENCIAIS DE EUCALIPTO

A procura pelos produtos de origem vegetal tem aumentado devido à busca pelo estilo de vida saudável e natural. O óleo essencial é uma das matérias primas mais procuradas pela sua pureza, eficácia em diversos aspectos e pelo aroma agradável que a maioria tem. Ele também é conhecido como óleo volátil, óleo etéreo ou essência e pode ser extraído de diferentes formas.


Os óleos essenciais são ricos em diferentes constituintes químicos como hidrocarbonetos terpênicos, álcoois simples e terpênicos, aldeídos, cetonas, fenóis, ésteres, éteres, óxidos, peróxidos, furanos, ácidos orgânicos, lactonas, cumarinas etc. Entre estes, alguns possuem maior concentração que outros, sendo classificados como componentes principais, e os que possuem menor concentração são conhecidos como componentes traço.


Exemplo:

O 1,8-cineol ou eucaliptol é o componente principal do Eucayiptus globulus com concentração de 80%, mas ele também está presente no óleo de bergamota com concentração em torno de 0,002%.


É importante conhecer o nome científico e suas principais indicações, pois espécies diferentes podem ter ações terapêuticas diferentes. Por isso, decidimos apresentar neste post os principais óleos essenciais de eucalipto e suas funções.


São nas folhas do eucalipto que seu óleo essencial é produzido em situações de defesa da planta contra insetos, resistência ao frio, ao efeito alelopático e à redução de perda de água.


São aproximadamente 600 espécies de eucalipto descritas, porém mais de 200 foram examinadas com relação à produção e ao teor de óleo essencial e menos de 20 têm sido cotadas como usadas na exploração comercial. Segundo alguns autores, os óleos essenciais de eucalipto estão divididos em óleos medicinais, óleos industriais e óleos para perfumaria.


Na tabela abaixo é possível ver as principais espécies de eucalipto produtoras de óleo:



Óleos medicinais: Tem o cineol como componente principal, com concentração mínima de 70%. São destinados à fabricação de produtos farmacêuticos como inalantes, estimulantes de secreção nasal, produtos de higiene bucal ou, simplesmente, com função de dar sabor e aroma aos medicamentos. O Eucalyptus globulus é a principal espécie produtora deste óleo, mas também existem algumas referências de extração a partir do Eucalyptus smithii.


Óleos industriais: Tem o felandreno como componente principal, que é usado com solvente e matéria prima na produção de desinfetantes, e desodorizante, e a piperitona, a partir da qual é fabricado o timol (preservativo para gomas, pastas, colas etc) e o mentol (usado como aromatizante de produtos medicinais).


Óleos para perfumaria: O óleo de eucalipto também faz parte da composição de perfumes para diversos fins, sendo mais usado nos produtos de limpeza, como sabões e desinfetantes. O Eucalyptus citriodora é a principal espécie explorada no Brasil para a produção deste tipo de óleo e tem o citronelal como componente principal. O Eucalyptus staigeriana também pertence a este grupo e tem o citral o seu principal componente químico.



Referência:

Óleo essencial de eucalipto