COMO TRATAR E PREVINIR A DENGUE DE FORMA NATURAL


A dengue constitui-se em um dos maiores problemas de saúde pública atualmente nos trópicos. No Brasil, as primeiras epidemias de Dengue Clássica e Febre Hemorrágica da Dengue (FHD) relatadas datam das décadas de 1980 e 1990, respectivamente.

A infecção é causada pelo mosquito Aedes egypti ou pelo Aedes albopictus que, após picar uma pessoa infectada, passa a adquirir o vírus. Assim, este mosquito passa a transmitir a doença no ato da picada. A dengue é considerada hoje uma doença epidemiológica, causadora de estados graves de saúde e letalidade.



Os sintomas mais comuns da dengue são:


Dengue clássica:

  • Febre alta com início súbito.

  • Forte dor de cabeça.

  • Dor atrás dos olhos, que piora com o movimento dos mesmos.

  • Perda do paladar e apetite.

  • Manchas e erupções na pele semelhantes ao sarampo, principalmente no tórax e membros superiores.

  • Náuseas e vômitos·

  • Tonturas.

  • Extremo cansaço.

  • Moleza e dor no corpo.

  • Muitas dores nos ossos e articulações.


Dengue hemorrágica

  • Os sintomas da dengue hemorrágica são os mesmos da dengue comum. A diferença ocorre quando acaba a febre e começam a surgir os sinais de alerta:

  • Dores abdominais fortes e contínuas.

  • Vômitos persistentes.

  • Pele pálida, fria e úmida.

  • Sangramento pelo nariz, boca e gengivas.

  • Manchas vermelhas na pele.

  • Sonolência, agitação e confusão mental.

  • Sede excessiva e boca seca.

  • Pulso rápido e fraco.

  • Dificuldade respiratória.

  • Perda de consciência.


Para evitar que apareça a infecção da dengue nas redondezas é importante tomar algumas atitudes:

  • Evite o acúmulo de água nos recipientes, pneus, vasos, bacias, copos, etc.

  • Coloque tela nas janelas.

  • Coloque areia nos vasos de plantas.

  • Seja consciente com seu lixo.

  • Coloque desinfetante nos ralos.

  • Limpe as calhas.

  • Trate a água das piscinas e aquários.

  • Use de inseticidas e larvicidas.

  • Use de repelente.


Além dessas atitudes, existem outras opções naturais para prevenir a doença. Algumas plantas aromáticas ajudam a repelir o mosquito, você pode espalhar produtos feitos por elas, como velas e aromatizantes, pela casa ou, melhor, manipular um repelente natural com citronela e andiroba. O cravo também pode ser adicionado a fórmula para potencializar o efeito repelente, mas ele tem um cheirinho forte e, se não for usado adequadamente, pode ser desagradável.


As plantas repelentes de insetos são as aromáticas, conheça algumas:

  • Citronela

  • Cravo

  • Lavanda

  • Andiroba

  • Hortelã

  • Alecrim

  • Manjericão

  • Erva cidreira

  • Eucalipto


Outra opção é o medicamento homeopático. Após a realização de vários estudos, pesquisadores perceberam que a homeopatia pode ajudar no tratamento dos sintomas da dengue. Clique aqui para ler um dos estudos detalhadamente.


É importante consultar um profissional habilitado antes de usar qualquer medicamento.

Encontre um profissional da saúde perto de você!


Fontes:

http://www.dengue.org.br/

Dengue – Atualização Epidemiológica e Abordagem Homeopática Preventiva e Curativa

A homeopatia na prevenção e tratamento da dengue: uma revisão



Clique aqui e faça o pedido da sua homeopatia e/ou do seu repelente!